Entrevista – Tim McCarrick, CFO global da Qlik e Marcelo Rezende, General Manager da Qlik no Brasil

Entrevista – Tim McCarrick, CFO global da Qlik e Marcelo Rezende, General Manager da Qlik no Brasil

A Aprenda Virtual e o Blog BI com Vatapá tiveram a honra de entrevistar  Tim McCarrick, CFO global da Qlik e Marcelo Rezende, General Manager da Qlik no Brasil sobre como andam o mercado de Business Intelligence e os produtos da Qlik. A Qlik é uma das empresas que mais crescem na área de BI e tem um portfólio muito utilizado. Confira na íntegra as perguntas e respostas.

 

Quais são as previsões de expansão da Qlik nas regiões Nordeste e Norte do País? 
 
Marcelo Rezende: O Brasil é um país de dimensões continentais, por isso a Qlik busca expandir sempre por meio de canais. No Norte e Nordeste, a adoção de novas tecnologias e os investimentos têm crescido exponencialmente, e temos muito interesse em aumentar nossa presença nas regiões.
Seguimos em busca de parceiros em todos os estados no Norte e Nordeste. Temos interesse, especialmente, em companhias que possuam uma visão estratégica da análise de dados e possam integrar ainda mais conhecimento e funcionalidades à nossa plataforma.
As empresas que tiverem interesse em firmar uma parceria com a Qlik devem entrar em contato pelo nosso site: https://www.qlik.com/pt-br/partners/contact

Como a Qlik vê o cenário de expansão dos seus concorrentes, que apostam em baixos valores de assinaturas na nuvem?
 
Tim McCarrick: As tecnologias “as a service” são uma grande tendência em todos os mercados, por isso é natural que as soluções de análise de dados também migrem para esse tipo de abordagem. A Qlik, com sua plataforma, também permite a utilização por assinatura e diretamente na nuvem, com total governança para clientes corporativos. 
No entanto, nós temos uma plataforma completa de análise de dados que não é uma oferta “commodity”. Nos propusemos a solucionar o maior problema das ferramentas modernas de BI – a exploração linear restrita. A tecnologia associativa da Qlik reúne grandes quantidades de dados de diversas fontes e permite que os usuários explorem livremente.

Até quando a Qlik representará duas ferramentas, Qlik View e Qlik Sense? 
 
Tim McCarrick: A Qlik deixou de atuar como uma empresa de produtos e passou a trabalhar como uma plataforma completa com possibilidade de subscrição e venda na nuvem. Isso inclui o QlikView, o Qlik Sense e diversas outras funcionalidades.
 
O QlikView possui uma grande base de usuários e entusiastas em todo o mundo e continuaremos a oferecer atualizações e suporte no futuro. O Qlik Sense é nossa solução de self-service BI, desenvolvido em uma plataforma integrada, preparada para a nuvem e alimentada pelo motor de indexação associativo patenteado da Qlik. Ele é uma solução que combina rapidez, flexibilidade e segurança para as companhias e seguirá como um importante foco da Qlik.
 
Além deles, a plataforma Qlik inclui o Qlik GeoAnalytics, que permite incluir dados de geolocalização às análises, o Qlik N Printing, para desenvolvimento e distribuição de relatórios, o Qlik Analytics Platform, para ter análises incorporadas a websites e aplicações, e o Qlik Data Market, que coloca à disposição dos analistas uma infinidade de dados de fontes externas.
 
Toda essa plataforma só é possível por conta da tecnologia de Diferença Associativa da Qlik, que funciona como o cérebro humano –  ela não define uma hierarquia para o pensamento, mas sim permite diferentes sinapses e conexões não necessariamente relacionadas, todas feitas automaticamente, a fim de tirar o maior proveito possível dos dados.
 
A Qlik pretende criar treinamentos nas universidades, para estudantes, de forma a permitir um aumento na quantidade de profissionais treinados em sua ferramenta?
 
Tim McCarrick: A Qlik possui um programa global chamado “Academic Program”. A iniciativa consiste em conceder gratuitamente licenças dos softwares da Qlik para uso em sala de aula e pesquisas acadêmicas. O programa foi lançado em 2012 e já conta com mais de 850 universidades em mais de 65 países. No Brasil, são cerca de 30 universidades parceiras.
 
Qualquer instituição educacional credenciada no MEC pode participar do Qlik Academic Program. Para participar, é preciso se cadastrar no site http://www.qlik.com/us/company/academic-program.
Além disso, os estudantes e professores podem aproveitar o Qlik Continuous Classroom, uma plataforma de estudo online self-service para os interessados em entender melhor a plataforma Qlik e seus usos. Em 2017, lançaremos, também, cursos gratuitos de alfabetização em dados.
 
Existe alguma previsão de criação de produtos de Big Data pela Qlik?
 
Tim McCarrick: A Qlik já possui soluções de Big Data. O Qlik Sense On-Demand, lançado em junho desse ano, oferece a capacidade de criar análises com base em conjuntos de dados muito grandes e/ou variáveis. Essa solução permite que as companhias façam análises associativas a partir de dados de Big Data. Os usuários podem selecionar os dados de interesse e gerar aplicações de análise com todos os recursos da plataforma Qlik.
 
Durante o Qonnections 2016, anunciamos o desenvolvimento de um novo motor de indexação para Big Data com base em nossa tecnologia de Diferença Associativa. Isso permitirá que o Qlik Associative Engine utilize informações de data lakes e hadoop, sem a necessidade de carregar todos os dados na memória.
Nós também focamos em campanhas de Go to Market com parceiros Big Data como o Cloudera, de quem recentemente ganhamos o prêmio de parceiro mais inovador.

 

IMAGEM DA FERRAMENTA QLIK SENSE

Resultado de imagem para Qlik Sense wikipedia

 

Resultado de imagem para Qlik Sense wikipedia                                                                     Resultado de imagem para Qlik Sense wikipedia

Confira o profile dos entrevistados, espero que vocês tenham gostado.

Tim McCarrick: <acesse o profile>

Marcelo Rezende: <acesse o profile>

Clique para conhecer o curso de Qlik Sense na Aprenda Virtual

 

Nenhum Comentário

Escrever um Comentário