Power BI – Entendendo seu funcionamento

Power BI – Entendendo seu funcionamento

Entendendo o Power BI

O Power BI foi criada pela empresa Microsoft e vem com três formas de trabalho: uma proposta de trabalhar no Office 65, outra na nuvem e através do desktop. Aqui no nosso curso trabalharemos com a  versão desktop que posteriormente pode publicar o conteúdo desenvolvido no portal da Microsoft, há um botão na ferramenta desktop para esta finalidade.

O Power BI  uma ferramenta que tem por finalidade a construção de relatórios que  permite transformar os dados, criar relatórios poderosos e visualizações.

A ferramenta tem um poderoso editor para combinação de diferentes fontes de dados, através do editor de consultas do Power BI Desktop. A partir dos conjuntos de dados é possível criar relatórios ricos e visualização dentro do poder BI Desktop.

Enfim, o Power BI permite construir dashboards dinâmicos e relatórios personalizados para os indivíduos em sua empresa, que por sua vez promovem idéias significativas, bem como recursos visuais. Com ele você poderá realizar descoberta nos dados sem necessitar de programação alguma, basta apenas arrastar os mais diversos objetos que são oferecidos na sua paleta de construção. Ferramenta muito indicada para gestores e usuários de negócio.

Estrutura de funcionamento do Power BI

A ideia é permitir que você tenha em mãos todas as funcionalidades necessárias para que você realize a chamada descoberta de dados, o aplicativo é composto pelo editor de dados e relatórios.

 Editor de Dados

Estão incluídos os itens Dados e Relações.

  • Dados: Locais onde são apresentados os dados carregados.
  • Relações: Quando você gera uma visão sobre os dados e deseja visualizar em qual modelo de dados foi criado, é nesta área que você visualiza.

Caso haja necessidade, você pode editar o modelo de dados e colocá-lo da forma mais adequada possível.

Obs: O Power BI no seu editor de dados permite a leitura de dados estruturados e não estruturados.

 Relatórios

  • Relatórios: No Power BI é criada uma área contendo em branco, onde o usuário pode iniciar o desenvolvimento dos seus relatórios utilizando a paleta de objetos.
  Gráfico de barras O gráfico de barra permite a exibição de uma barra para cada valor de dimensão. O comprimento de cada barra corresponde ao valor da medida numérica.
  Gráfico de colunas O gráfico de colunas permite a exibição de barras empilhadas. O comprimento de cada barra é unidade a outra barra fechando o total acumulado.
  Gráfico de barras agrupadas O gráfico de barra permite a exibição de várias barras para cada dimensão. O comprimento de cada barra corresponde ao valor da medida numérica.
  Gráfico de colunas agrupadas O gráfico de colunas permite a exibição de barras de forma colunas. Permite a exibição de várias barras para cada dimensão.
  Gráfico de Barras 100% empilhada O gráfico de barras permite a exibição de barras empilhadas. O comprimento de cada barra é unidade a outra barra fechando o total de 100%.
  Gráfico de colunas 100% empilhada O gráfico de colunas permite a exibição de barras empilhadas. O comprimento de cada barra é unidade a outra barra fechando o total de 100%.
  Gráfico de linhas O gráfico de linhas permite exibir informações com uma série de pontos de dados chamados de marcadores , todos ligados por uns segmentos de linha reta.
  Gráfico de área Um gráfico de área é definido por um gráfico de linhas, que exibe uma série como um conjunto de pontos conectados por uma linha, entretanto toda a área é preenchida abaixo da linha
  Gráfico de linhas e de colunas empilhadas Combinação de ambos os gráficos linhas e colunas empilhadas sendo que cada barra é unidade e ao final a união destas fecha em 100%. Geralmente utilizado para combinação de duas grandezas diferentes.
  Gráfico de linhas e colunas agrupadas Combinação de ambos os gráficos linhas e colunas, permitindo que sejam analisadas grandezas diferentes.
  Gráfico de cascata Conhecido como gráfico de Queda D´água ou Waterfall (Queda D´água em inglês), ele mostra  determinadas parcelas de um valor principal.
  Gráfico de dispersão O diagrama de dispersão é usado principalmente para visualizar a relação/associação entre duas grandezas.
  Gráfico circular Também conhecido como gráfico de setores ou gráfico de pizza, em que os valores de cada variável categórica é representada proporcionalmente ao seu percentual entre o total de dados.
  Mapa O mapa é um dos componentes que trabalha com georeferenciamento (latitude e longitude), ou seja,  combinar dados geográficos e medidas valoradas.
  Mapa de árvore ou Treemap O mapa de árvore permite a exibição de dados hierárquicos. Ele pode mostrar um grande número de valores simultaneamente em um espaço limitado.
  Tabela O objeto tabela muito comum em planilhas eletrônicas mostra os valores na forma de registros. Usualmente, uma tabela inclui uma dimensão e várias medidas.
  Matriz Gráfico que permite a combinação de linhas e colunas na sua montagem, facilitando o cruzamento entre os dados.
  Mapa de manchas Permite a criação de um mapa geográfico através do estudo de manchas entre áreas.
  Gráfico de funil Um gráfico de funil exibe valores como proporções que diminuem progressivamente.
  Gráfico medidor O medidor não envolve o uso de dimensões, ele é usado para exibir o valor de uma única medida.
  Cartão de linhas múltiplas Exibe uma ou mais dados descritivos, conjugada com informações numéricas.
  Cartão Exibe o total de uma determinada métrica. O indicador-chave de desempenho (KPI) é usado para informar os dados de uma medida, de acordo com a especificação do gestor de forma central.
  Segmentação de dados Permite a criação de um painel com prompt´s de escolha das informações para filtragem. painel de filtro é possível controlar os dados que são exibidos nas visualizações em uma página.
  Gráfico em Anel COm as minhas funções de um gráfico de setores ou pizza, este gráfico une as proporções de determinados descritores lado a lado.

 

Clique para conhecer o curso de Power BI na Aprenda Virtual

 

Nenhum Comentário

Escrever um Comentário